DOCUMENTÁRIO FALCÃO

 

Documentário Falcão: A Realidade na Rede Globo Dói Diferente

 

 Imagem

 

MV Bill e Celso Athayde são corajosos e determinados. Teimosia com conhecimento de causa rende muito. O documentário “Falcão – Meninos do Tráfico” –  que, finalmente a Rede Globo popularizou fantasticamente no horário dominical nobre, estranhamente parece que chocou meio mundo. Ora, em que país pensam que estão? Planeta Xuxa? Sai de baixo. A realidade cotidiana da Rede Globo é uma. A realidade substituta elegeu Collor, FHC et caterva. Sim, meus irmãos e camaradas, a dura realidade brasileiríssima dói. Imagine então, a “dura realidade” sob o vezo popular midiático de ocasião. Já pensou? Há um Brasil em preto e branco (em preto e pranto), de pardos, mestiços, afrodescendentes, favelados, e, claro, paradoxalmente o Brasil (Cassino Real S/A) que sobrevive às custas dos que morrem a mingua, numa periferia abandonada qualquer entregue ao deus-dará de tantas causas perdidas, de abandono social e de tantos tristes contrastes sociais. Mas, como diria o profeta-zen Paulinho da Viola “A dor da gente não sai no jornal”. Pois não é que agora saiu no Fantástico, o Show da Vida e da Morte? Com que propósito? Há um propósito premeditadamente agora, em ano eleitoral  sob o terrorismo de máfias e quadrilhas de uma ignóbil oposição rastaquara? Ora direis ouvir Estrelas. Aliás, que choque é esse, cara pálida? Periga ver. A historicidade inumana e amoral de uma escravatura antiga, a falta de uma reforma agrária que preste, o golpe militar incompetente e corrupto de 64, o ex-sociólogo e ex-marxista que virou canhestro neoliberal de dendê. Tudo isso numa soma fundaram muito bem o que o documentário Falcão denunciou explicitamente como duras seqüelas. A realidade não é Belíssima. Tá mais pra Big Bang sem cerotos de vernizes atípicos.  Que qué isso, companheiro? Saravá, Betinho, o outro Brasil acordou do pesadelo do berço esplêndido e da caixa preta do Plano Real. Pois o Brasil que não merece o Brazil, acordou o Brasil neoliberal dando com os burros nágua. Queriam o quê? A realidade sob o spot-light do padrão global dói diferente. Santa ingenuidade. Sim, porque o contrabando informal prospera, o narcotráfico aumenta a assistência social imediatista e já colhe frutos e flores, a terceirização fomentando o neoescravismo viça em suspeitos governos tucanos capengas, o neoevangelismo messiânico do  Garotinho babaquara não funciona de fato no âmago do problema como um todo, meias ações popularescas ou de ocasião eleitoreiras não resolvem muito, não resolvem nada, é um pega pra capar e a nossa infância se perde na rua da amargura, congrega desvalores em núcleos de abandono, quando o nosso jovem morre sem perspectivas na violência generalizada pra eliminar quem não tem cartão de crédito ou é mão-de-obra absoleta, e ainda não há perspectivas críveis no entorno da miséria. Na verdade os palhaços são todos aqueles (nosotros) que alegam que não sabiam o que o excelente Falcão – Meninos do Tráfico detona, revela (desnuda), feito aquela história antiga do rei que estava nu, quando a coisa ainda é pior e o bicho vai pegar. Ai de ti Cidade de Deus, Carandiru (o Brasil a céu aberto é um), Central do Brasil, todos os filhos do Brasil. Os sem-vergonha não faliram propositalmente os CIEPS? As instituições públicas não foram propositalmente sucateadas pelos desgovernos tucano-liberais com suas impunes propagandas enganosas? A contravenção com fulcros palaciais (e presunções de imunidade) não é ostensiva no Rio de Janeiro? O Celso Maia não é um blefe chulo e ralo? Pois é. O Brasil não pertence mais aos brasileiros, somos reféns em nosso próprio país. Crianças perdidas, Jovens perdidos. Velhos abandonados. Educação pública entregue aos que pensam que pensam, acham que são o que não são. Antros privados. Não nos pertence mais? O sonho acabou, isto é, o sonho virou pesadelo, um pé no sacro. O sonho só é bonito no padrão global. Belíssima é a mãe! Falcão, Meninos do Tráfico coloca o dedo na ferida. A ferida virou pop-cabeça-quase-cult no horário magno, e, o Brasil S/A finge descaradamente que não sabia dos brasileirinhos em lenço e sem documento, órfãos da Canalha de 64, órfãos do leviano Plano Real e suas insanidades, mais uma justiça burra, uma impunidade generalizada, e, ainda: uma dívida social impaga desde um 13 de maio aí, que “libertou” mas não indenizou. Quem ficou chocado com o documentário fora de série, é um e.t. em terra brasilis, é um mané ou um hipócrita mesmo. O pior ignorante é o ignorante político, disse Bertold Brecht. Por resultantes e seqüelas, por improbidades administrativas, curto e grosso, o Falcão botou a Rede Globo no olho do furacão que ela mesmo plantou. E a Rede Globo é culpada número um por todo esse estado de coisas que o documentário atira no ventilador das aparências. A vida não é uma novela chinfrim. A carência não dá ibope no Jornal Nacional. O documentário é um apanhado doloroso nu e cru dos sem pátria, sem terra, sem casa, sem emprego, sem infância, sem amor. 

 

 

 

Salve limpo pendão da esperança.

 

 

 

 

 

-0-

 

 

 

Poeta Silas Corrêa Leite

 

Estância Boêmia de Itararé-SP, pós-graduado em Democracia e Direitos Humanos (USP)

 

Autor de Porta-Lapsos, Poemas, 2005

 

Texto da Série “Somos da Espécie Humana”

 

E-mail: poesilas@terra.com.br

 

Site pessoal: www.itarare.com.br/silas.htm

 

 

 

 

 

Anúncios

Todos Têm o Direito de Matar Três Pessoas

gadomarcadoArtigo/Opinião:

Todos Têm Direito a Matar Três Pessoas

Corruptos e ladrões em Brasília? Municípios
Estados e Regiões, de máfias e quadrilhas,
estão todos muito bem representados, instituições,
sociedades & famílias no Congresso – Só Sampa,
Samparaguai, o Estado Máfia, Rouba (glosa)
80 bilhões por ano do Imposto de Renda. Não
somos uma sociedade de santos, queremos políticos
santos? – Silas e suas ‘siladas’

-No Brasil S/A, país de tantos privilégios e impunidades palaciais, todos têm direito a matar três pessoas. Já pensou? Pois é: Você mata (sem querer, vá lá), foge de flagrante, arruma um advogado médio, se apresenta, e passa a responder em liberdade, numa boa, depois, ainda pode aventar, alguma eventual (e circunstancial) legítima defesa da honra na marra, e vai por aí o bolero and blues, no labiríntico caminho da injusta e amoral justiça brasileira. Já pensou? Pensar pode. Você já viu a OAB ou juiz ou mesmo desembargador (justiça de marajás), fazendo greve para melhorar a nossa incompetente e labiríntica (para não dizer amoral) justiça? E o Juiz Lalau com condenação transitado em julgado e roubança clara e cristalina solto em casa, numa boa. Podes crer. No Brasil, justiça mesmo só pra cinco Pês: pobre, preto, prostituta, professor e petista. O antro tucano-liberal do DEMO é preservado até pela mídia a partir dos ganhos ilegais das privatizações-roubos (privatarias) bancados pelo FHC, o pai da fome (milhões de desempregados), Zé Serra (ainda impune) e o incompetente Daslu Pinóquio de Chuchu que ficou impune apesar das mais de setenta CPIS paradas na Assembleia Legislativa de Sampa, num apagão ético, e ninguém ‘cansou’, teve “meda” nem a Ameba Camargo… e outros antros de desvios de dólares… da pior sociedade hipócrita da Terra Brasilis, a sociedade de São Paulo, o estado máfia da alta grana (desviada desde o Rodo-Anel, Roubo… Anel) que ergue e destrói coisas belas, o estado mais rico do Brasil, o estado mais corrupto do Brasil. Bem, voltemos à vaca fria…
-Daí, você mata o segundo… sem querer, vá lá que possa ser um Coxinha, papo de bar, passeata montada por reacionários com grife (e fantasias de Patetas compradas na Disneylândia), você subiu a serra, se perdeu, sabe como é, esquizofrenia é o que não falta em Sampa – tem mais igreja e farmácia do que biblioteca e livraria – que está pior que o Rio mas camuflam bem, e, pá, mata o sujeito. Mesmo jogo de cena: foge de flagrante, se apresenta uns dias depois, com um advogado até meia boca que seja, se tiver curso superior ou for servidor público ajuda em muito, e, quando se vê, nem o primeiro processo correu ainda, e você continua primário, e segue a vida que a vida é bela. Já pensou? Temos ex-presidentes ladrões, ex-governadores ladrões, ex-prefeitos ladrões, juízes vendendo sentença, desembargadores marajás corruptos aposentados compulsoriamente, delegados ricos de um dia para outro, e vão prender logo você? Tá se achando, é? Pois é… Se fosse o Lula, ah… teriam feito movimentos, oposições de corruptos e ladrões, mas você tem curso superior, é branco, tem domicilio próprio, em dia com o Serasa, o SPC, o lions clube, o rotary grife, a liga das senhoras católicas, o carnê do dizimo na máfia manonegra da santa igreja, amigos com casa em guarujá, é da região sudeste, tem amante loura, joga no bicho, dá uns tapas, cheira bem, por que é que iriam prender logo você? Tá dominado? Surtou é?
-Bem, daí, você um dia mano, exagera na dose e no ego, valentão, birrento, a pamonha azeda, dólar em baixa, decrépito, tomando Viagra pra fazer xixi, tem uma ONG de amigos do alheio faturando dinheiro público – o cínico estado mínimo neoliberal de Samparaguai, por ex – por trás, na moita, então você mata o terceiro, bem aí, você tem que se preocupar. Vai gastar uma grana. Pode pegar o cheque especial Bradesco que vai precisar. Mata um borra-botas aí, vão te encher o saco, mas você tem curso superior, tudo de novo (se tiver imunidade parlamentar então vc é joiado de impune por atacado), com bom advogado se apresenta fora de flagrante, dificilmente vai ficar preso, terá certamente um bom carro chique pra dar pro doutor bacharel delegado corrupto de plantão (funciona assim: a tal justiça lerda que tarda e falha começa na Cadeia), vai poder muito bem comprar testemunhas, policiais até, se alguém da família da vitima chiar você paga a prestação do barraco e ainda dá uma grana por fora, paga as dívidas do de-cujus, faz acerto numa boa numa bela delegacia de bairro rico e com pomposa autoridade rica de um dia pro outro, quando se vê, você tá soltinho da silva, o morto tropeçou num tapete e a bala disparou, acidente, sem querer, as testemunhas todas dão um belo depoimento a seu favor, você muito bem um dia que, eventualmente derem alguma possível qualquer sentença já passou dos setenta, a impunidade come solta, porque não prenderam o Lalau, o Maluf, O Geraldo Alckmin, o Bruno Covas, o Quércia, o Fleury, o FHC, Renan (foi Ministro da Justiça de FHC), Sarney, e vão prender você? Para não dizer ainda do superfaturamento das obras do Pan-Rio, aí entra Garotinho e César Maia… e quando o MP funciona – em SP o MP é chapa branca – como no RS pegam a Yeda Cruz, nas nem na Bahia o MP pegou ACM et família…. Ufh! Que dose dupla…
Pois é: cuidado se cometer o quarto crime. Daí você exagerou na dose, claro. Mas, no Brasil, todos têm o direito de matar três pessoas: desafetos, parentes tranqueiras, inimigos ocultos, concorrentes, ladrõezinhos mixurucas, desafetos, gentinha de folha corrida, essas coisas. Pense bem. Já tem alguém na lista? Eu por mim ia pensando. Todos têm direito a matar três pessoas no Brasil. Já pensou?
Silas C. Leite
poesilas@terra.com.br
Texto da Série
Sampa da Força Que Ergue e Destrói Coisas Belas
WWW.portas-lapsos.zip.net

O QUARTO ‘BEATLE” É BRASILEIRO, SILAS CORREA LEITE

O QUARTO 'BEATLE

Quinto Beatle

Médicos Cubanos…

Médicos Cubanos

Médicos Cubanos – que estão entre os melhores do mundo segundo a revista Ciência e Saúde – para os pobres e regiões carentes do Brasil, não pode…

 Mas trouxemos a Máfia Yazuka do Japão… essa pode…

 Mas trouxemos a Máfia do Contrabando de Drogas da África, essa pode…

 A máfia da mídia e das novelas mexicanas, essa pode…

 A máfia católica manonegra da Itália, essa pode…

 A máfia do sexo e da pornografia infantil da Espanha, esse pode…

 A máfia das piratarias cibernéticas dos Estados Unidos, essa pode…

 A máfia do narcocontrabando informal da China, essa pode…

 A máfia neoliberal das privatizações-roubos e do neoescravismo da terceirização trazida da Inglaterra e que pinta e borda e impune em SP, o estado máfia, essa pode

 Mas Médico Cubanos para os pobres do Brasil não pode…

Precisamos importar alguns cérebros brilhantes para os criticozinhos-daslu, os Coxinhas

E vc nunca viu a Rede Globo criticar isso, ou aloprados filhinhos de papai irem para as ruas por isso…

“O Brasil precisa de médico especialista em GENTE”… disse o ex-ministro da saúde Adib Jatene – que à época de FHC ainda tinham a alta grana da CPMF, que não deu em nada (e ninguém foi pra rua “passetear” contra isso).

Cyber Poeta Silas Correa Leite, Itararé-SP

E-mail: poesilas@terra.com.br

WWW.portas-lapsos.zip.net