Twitter-Poemas, Desvairados Inutensílios

 

Seleta Twitter – Desvairados Inutensílios

 

 

“Poesia é musica./Quem tem olhos para ouvir/Que sinta.”

Silas Correa Leite (Literal)

 

Parte UM

 

 

 

DESCONECTUDES

 

a)-A ocasião faz o lampião

 

b)-Exibir é ócio

 

c)-Do nada viemos, ao nada voltaremos, somos o nada com e pré e pós-graduação

 

d)-berrar é humano

 

e)-Rio, nuvem, chuva: a água é o mistério da vida em exercício de lastro, lágrima e levitação

 

f)-perder-se é divino

 

g)-quem quer alguém para chamar de self?

 

h)-Princesa moderna não beija sapo, não quer os efeitos colaterais

 

i)-Pimenta no Orkut dos outros é YouTube

 

 

Parte Dois

 

 

 

 

REFABULAÇÕES

 

 

1)-As raposas estão verdes, dizem as uvas vaidosas e cheias de si

 

 

2)-Pra baixo todo coveiro ajuda

 

 

3)-atrás do arco-íris há uma passeata gay

 

 

4)-sanduíche de elefantes? Sinto muito, acabou o pãozinho

 

 

 

 

Parte Três

 

 

SELETA DE PARTICULIARIDADES ÍNFIMAS

 

 

***O papagaio amarelinho cantava de maduro

 

 

***Debaixo do tapete das etiquetas, penas pra que te quero

 

 

***O absurdo: o surdo não se toca que é táctil

 

*** O saxofone desafinava feito um pistom roufenho com surdina rachada

 

 

***Tempestade em copo dágua: alka-seltzer

 

 

***Debaixo dos caracóis de seus cabelos, Cingapura de piolhos

 

 

***Caiu na rede é gol

 

 

***Dinheiro trai felicidade

 

 

***No juízo final os manetas e os aleijados das pernas aplaudirão de pé e sairão correndo para a luz libertária

 

 

***Surto-circuito: poesia como jorro neural

 

 

***Nos rodeios alguns dos piores animais estão todos engalanados com arreios íntimos na platéia

 

 

***Purgante não, neoliberal. O que dá na mesma…

 

 

***Diabético em lua-de-mel faz cuscuz doce

 

 

***Mim Tarzã, You Tube

 

 

***Chorar escondido na poesia: silêncio líquido

 

 

***A tristeza-bumerangue de estar longe de Itararé: sempre voltamos ao lugar de origem

 

 

***Escrever é limo

 

 

***Às vezes o porco está do outro lado da feijoada

 

 

***Ler é luxo

 

 

***No futuro continente chino-brasilis, seremos todos índios com chips das máfias orientais

 

 

***Sofro mas desligo

 

 

***Quem não chora não Brahma

 

 

***Quem tem orkut tem medo

 

 

 

 

Twitter-Microcontos

 

 

Amor em Tempos de Aids

 

-Foi bom para você?

 

-Quem é você?

 

 

Lost

 

-Você vem sempre aqui?

 

-O que é aqui?

 

 

 

 

 

FINAL

 

 

(Excluída por exceder o limite permitido)

 

 

 

 

Na Antiga Rússia havia uma policia secreta, mas tão secreta, que até hoje não conseguiram provar se ela existiu mesmo

 

 

 

-0-

 

 

 

Silas Correa Leite

Santa Itararé das Letras, São Paulo, Brasil

Blogue premiado do UOL: www.portas-lapsos.zip.net

E-mail: poesilas@terra.com.br

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: